1 de dezembro de 2013

Intuições


Estou convencido que o país ficaria a ganhar muito mais se António Costa não optasse por se candidatar à Presidência da República.

1 comentário:

António Luís disse...

Caríssimo!

Provavelmente terás razão. A figura presidencial nacional existe porque sim e pouco mais.
Se não se mexe, não se mexe, se se mexe, mexe-se!
Quanto a Costa, bom, eu, por não ir em cantigas de embalar, esperaria para ver, temendo, aqui e ali, que ele mais tarde ou mais cedo se tornasse numa esperança como foram Guterres e depois Sócrates...
P'ra nada!